rogerio caboclo e jair bolsonaro

Bolsonaro perde queda de braço: Rogério Caboclo é afastado da presidência da CBF

O presidente da CBF, Rogério Caboclo, foi afastado por 30 dias da entidade. Por ora, o cartola não conseguirá cumprir a promessa de trocar o técnico Tite por Renato Gaúcho no comando da Seleção Brasileira.

O presidente Jair Bolsonaro tinha pedido a troca do comando da Seleção Brasileira, porém o mandatário perdeu a queda de braço para a TV Globo.

Caboclo foi defenestrado neste domingo (5/6) do cargo pela Comissão de Ética da CBF, após denúncia de suposto assédio sexual de uma funcionária.

O vice Antônio Carlos Nunes assume interinamente durante o período de afastamento, que coincide praticamente com o período que seria realizada a Copa América no Brasil.

Leia também

A denúncia de assédio sexual surgiu nas vésperas da competição da Conmebol. O campeonato contraria interesses da emissora dos Marinho.

A TV Globo lidera uma campanha contra a competição enquanto o SBT, do empresário Silvio Santos, tem o direito de transmissão do evento esportivo.

Silvio é sogro do deputado Fábio Faria (PSD-RN), atual ministro das Comunicações no governo federal.

O técnico Tite tinha se colocado contrário à Copa América, por isso o presidente Bolsonaro tinha pedido ao dirigente da CBF que ele fosse substituído por Renato Gaúcho. No entanto, o pedido presidencial bateu na trave.

Resumo da ópera: houve desacerto entre bandidos.