bolsonaro caixa dois

Bolsonaro foi eleito com dinheiro de caixa dois, suspeita PF

O Globo destaca que o presidente Jair Bolsonaro teve a campanha eleitoral de 2018 financiada com dinheiro de caixa dois. A publicação se baseia em documentos da Polícia Federal, que indicam o Otávio Fakhoury como fonte de pagamento de materiais de propaganda sem declarar à Justiça Eleitoral.

De acordo com Globo, o empresário teria bancado a impressão de 560 mil itens de propaganda eleitoral de Bolsonaro como panfletos e adesivos com foto do candidato, o número da chapa e a proposta de campanha.

Otávio Fakhoury, de 48 anos, já atuou no mercado financeiro e hoje administra um fundo próprio, que investe em imóveis.

Leia também

A PF encontrou três notas fiscais com o valor total de R$ 53.300,00 e emitidas em nome de Otávio Fakhoury, no entanto, o empresário afirma que não informou à coordenação da campanha a confecção do referido material.

Por desconhecer a existência dos itens de propaganda eleitoral, Bolsonaro não poderia ser enquadrado no crime de caixa dois.

O empresário depôs na Polícia Federal sobre o inquérito dos atos antidemocráticos, que teve o sigilo levantado nesta segunda-feira (7/6) pelo ministro do STF Alexandre de Moraes.