avenida paulista fora bolsonaro

Folha de S. Paulo pede desculpas a Bolsonaro, após faniquito de Carluxo

O jornal Folha de S. Paulo pediu desculpas na prática ao presidente Jair Bolsonaro depois que o filho do mandatário, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), o Carluxo, atacou a publicação por promover no Twitter o Fora Bolsonaro.

A Folha escreveu as hashtags #PovoNaRua #29MPovoNasRuas #29MForaBolsonaro para noticiar as manifestações contra o governo Bolsonaro.

Carluxo foi para cima do jornalão paulistano: “Ainda precisa ser mais explícito para averiguarmos que esse folhetim nada tem a ver com jornalismo, mas com militância descarada e em ab$tinência? É impossível negar o óbvio fato que demonstra claramente o enredo de suas “matérias”.”

Após o faniquito de Carluxo, a Folha disse que errou ao usar a etiqueta que facilita a busca da notícia nas redes sociais.

Leia também

“Erramos: A Folha errou ao usar a hashtag dos protestos contra Bolsonaro que pede saída do presidente para facilitar a buscabilidade. Os posts foram deletados”, desculpou-se o jornal.

“Buscabilidade ou ab$tinência? Melllll Delllllssss…”, ironizou o filho do presidente da República. “É muita cara de pau! Não há buscabilidade$ em eventos pró Bolsonaro….”, disse Carluxo.

Assustado com o tamanho da manifestação em São Paulo e demais 200 localidades, no Brasil e no mundo, Carlos Bolsonaro, o Carluxo, atacou os líderes sindicais comparando-os a traficantes.

“Os clássicos sindicatos brasileiros seguem sua eterna saga. Recebem milhões e transformam parte disso em meia dúzia de clássicos militantes tontos nas ruas. Seus líderes sabem como fazer o dever de casa que seu chefe ensinou! Certamente os traficantes invejam seu modus!”

Quanto à Folha, como era esperado, o jornalão outra vez afrouxou a tanga para Bolsonaro.