garcia vs teixeira

Deputado do PT é agredido por bolsonarista na Câmara; veja o vídeo

O deputado bolsonarista Diego Garcia (Podemos-PR) agrediu física e verbalmente o colega Paulo Teixeira (PT-SP), presidente de comissão que regulamenta o uso de medicamentos à base de cannabis, por discordar do andamento dos trabalhos na manhã desta terça-feira (18/5).

“É uma atitude inaceitável, a Câmara é espaço democrático que não pode ser contaminado por milícia parlamentar bolsonarista”, afirmou o líder do PT, deputado Bohn Gass (RS).

Ele disse que o conjunto da bancada apoia a iniciativa de Teixeira de recorrer ao Conselho de Ética da Câmara contra a truculência do deputado bolsonarista. “Estamos solidários e apoiamos quaisquer ações contra o parlamentar agressor”, frisou Bohn Gass.

Assista ao vídeo

Leia também

Clima de ódio na Câmara

Segundo o líder do PT, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), deve agir rapidamente para “extirpar” o clima de ódio que os bolsonaristas têm levado a todos os espaços da Casa. “Estão trazendo para a Câmara milícias bolsonaristas contaminadas por ódio que atinge frontalmente um espaço que deve ser civilizado e democrático”, criticou. “É inaceitável o ódio num espaço democrático ao qual são inerentes o debate e o respeito a posições divergentes”.

O líder lembrou que no dia 12/05 a deputada Maria do Rosário (PT-RS) foi ameaçada e xingada pelo deputado bolsonarista e delegado Éder Mauro (PSD-PA), durante reunião da Comissão de Constituição Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados. A atitude do delegado foi repudiada pela Bancada do PT e por diferentes entidades que lutam em defesa dos direitos das mulheres.

Cena vergonhosa no parlamento

O deputado Rogéria Correia (PT-MG) também repudiou as agressões. “Mais uma demonstração antidemocrática e de violência por parte dos bolsonaristas, uma cena lamentável e vergonhosa.”

“O deputado @pauloteixeira13 do @ptbrasil, presidente da comissão que trata do projeto de lei da cannabis como uso medicinal, é agredido no exercício da função. CENA VERGONHOSA!”, tuitou o deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP).

Na reunião de hoje para debater a comercialização de medicamentos com cannabis, o deputado Diego Garcia (Podemos-PR) deu um tapa no peito do deputado Paulo Teixeira (PT-SP). Garcia apresentou requerimento para adiar a discussão, mas foi negado. Teixeira, presidente da sessão, fez uma votação geral, ou seja, quem concordasse precisava se manifestar. Como não houve manifestações, ele negou o requerimento.

Foi negada também a votação nominal, o que deixou os bolsonaristas à beira de um colapso nervoso. Foi quando Garcia se levantou de seu lugar no plenário, foi até a mesa de Teixeira, empurrou seu computador e deu um tapa em seu peito e o empurrou. Houve um bate-boca entre vários parlamentares por causa da atitude do bolsonarista paranaense.

Depois que os ânimos se acalmaram, a sessão continuou. Teixeira disse que vai pedir a gravação da sessão para tomar as providências legais contra o bolsonarista.

A matéria em discussão é o PL 399/2015 tornaria possível a comercialização de medicamentos que tenham a cannabis em sua composição. A sessão desta terça-feira (18) é para que os deputados possam discutir e votar sobre o tema. O emprego de medicamentos à base de cannabis é largamente utilizado em todo o mundo, mas os bolsonaristas ignoram essa realidade e afirmam que o projeto é para o legalizar “o consumo de maconha no Brasil”, algo totalmente diferente do que prevê o projeto. Em vários países, como Estados Unidos, Uruguai e membros da União Europeia, o uso recreativo da cannabis também é permitido.