bolsonaro máscara vendando olhos

Bolsonaro tem inclinações nazistas e fascistas, dizem intelectuais judeus

A jornalista Mônica Bergamo, na Folha, relata que a historiadora Lilia Schwarcz, a psicóloga Lia Vainer Schucman e o cineasta Pedro Farkas são três dos mais de 230 profissionais e intelectuais judeus que assinam uma carta defendendo que o governo Bolsonaro “tem fortes inclinações nazistas e fascistas”.

“É preciso chamar as coisas pelo nome”, diz o documento.

O uso de termos relacionados ao nazismo e ao holocausto para se referir a atos do governo federal e a restrições da epidemia tem sido criticado por entidades judaicas.

Parte da comunidade judaica apoiou a eleição de Bolsonaro em 2018.

Leia também

Adeus, querido Netanyahu

A carta de judeus defenestrando Bolsonaro coincide com a volta dos protestos de rua no Brasil, pedindo o impeachment do mandatário, e com a possível queda do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu em Israel.

Netanyahu e Bolsonaro se acham os escolhidos de “Deus” e, em nome Deste, acreditam erroneamente que tudo podem fazer.

Até quarta-feira, dia 2 de junho, esquerda, centro e direita têm que chegar a um entendimento de gabinete alternativo a “Bibi” –apelido do premier israelense.

Benjamin Netanyahu, 12 anos no poder, está em julgamento pela prática de corrupção no governo.