bolsonaro ratinho pedagio

Ratinho afirma que concessionárias de pedágio “estupraram” Paraná durante 24 anos

  • Contraditoriamente, mandatário liberou empresas “estupradoras” de participarem no novo leilão
  • CCR Rodonorte foi autorizada aumentar em 8% a tarifa a partir deste sábado

O governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), recorreu ao Código Penal (art. 213) para classificar as concessionárias que exploram o pedágio. Segundo o mandatário, as pedageiras vêm estuprando os usuários das rodovias paranaenses há 24 anos.

Os atuais contratos de pedágio vencem em novembro próximo e, por isso, o Ministério da Infraestrutura deu início ao processo de renovação das concessões.

“O Paraná foi, desculpa a expressão, estuprado durante 24 anos com esse modelo de pedágio. Eu não vou mais admitir isso, nem a população admite”, disse o governador Ratinho Junior, nesta sexta-feira (23/4), em Umuarama, Noroeste do estado.

O governador disse ainda que o leilão ocorrerá na B3, a bolsa de valores de São Paulo, o que, segundo ele, evitaria a participação de empresas picaretas no certame.

Recentemente, a deputada Mabel Canto (PSC) denunciou que Ratinho levantou as restrições contra as concessionárias investigadas por corrupção. Com isso, as pedageiras que cometeram ilícitos penais poderão participar normalmente do leilão da B3.

Leia também

Portanto, diferente do que pensa o governador, a bolsa de valores não é lugar de “santinhos” como ele tenta fazer crer. Pelo contrário.

O deputado Arilson Chiorato (PT), coordenador da Frente Parlamentar sobre o Pedágio, criticou Ratinho por “transferir a sede do governo do Paraná” para a bolsa de valores de São Paulo.

Pelo “estupro” continuado dos usuários de rodovias, de acordo com a figura de linguagem adotada por Ratinho, os donos das concessionárias deveriam ser condenados entre 6 e dez anos de prisão (reclusão).

No entanto, dizem parlamentares da Frente sobre o Pedágio, o governador do Paraná liberou os “estupradores” para participarem de um jantar em casa dos paranaenses.

A valentia do governador Ratinho Junior é para inglês ver, segundo os deputados ouvidos pelo Blog do Esmael.

De baixo do nariz de Ratinho, novo aumento de pedágio

Arilson Chiorato denunciou neste sábado (24/4) novo aumento nas praças de pedágio administradas pela CCR Rodonorte.

Pelo Twitter, o deputado protestou:

“Além da Ecocataratas, agora a CCR Rodronorte foi autorizada a aumentar em 8% a tarifa do pedágio a partir de hoje! A insensibilidade frente a crise pandêmica é inacreditável! O lucro não deve estar acima da vida! Precisamos de atitudes enérgicas contra essa conduta, Ratinho Junior”, cobrou o deputado.

Modelo híbrido de concessão do pedágio

O governo do presidente Jair Bolsonaro defende o modelo de concessão híbrido, que consiste em um edital que define o valor máximo da tarifa de pedágio. Ganha a concessão a empresa que oferecer o maior desconto ao motorista dentro de um limite máximo e, caso haja empate, leva o leilão quem pagar mais ao governo, a chamada outorga –que pode aumentar ainda mais o preço dos pedágios.