rafael greca prefeito curitiba avc derrame

Prefeito de Curitiba, Rafael Greca, sofreu AVC; vice Eduardo Pimentel deve assumir o cargo

O prefeito de Curitiba, Rafael Waldomiro Greca (DEM), 65 anos, sofreu Acidente Vascular Cerebral (AVC) e está internado no Hospital Nossa Senhora das Graças.

Em nota divulgada na tarde desta terça-feira (20/4),a Prefeitura de Curitiba confirmou o AVC isquêmico, também popularmente conhecido como derrame.

Greca já vinha com a saúde comprometida. Ele tem histórico de internações:

  • Em 2017, no primeiro dia como prefeito de Curitiba, Greca passou mal e precisou ser internado no Hospital Marcelino Champagnat;
  • Em dezembro de 2018, Rafael Greca foi internado com uma hérnia umbilical;
  • Em 2019, o prefeito passou por uma cirurgia para correção de uma hérnia na parede abdominal;
  • Em setembro de 2020, durante a pandemia, Rafael Greca foi internado após ser testado positivo para covid-19; e
  • 20 de abril de 2021, segundo o boletim médico, um AVC.

No último sábado (17/4), o prefeito Rafael Greca havia recebido a primeira dose da vacina do instituto Butantan, mas a Prefeitura de Curitiba assegura que “não há nenhum caso descrito no mundo de AVC decorrente da aplicação da Coronavac”. O prefeito é portador de comorbidades.
Leia também

Futuro político incerto de Rafael Greca

Antes mesmo de sofrer o AVC [ou derrame] especulava-se sobre o futuro político do prefeito Rafael Greca. Sem saúde para disputar cargos maiores, como Senado e Governo do Paraná, os bastidores indicavam que ele rumava para a aposentadoria precoce. Ele tendia cumprir o mandato e ir para casa, literalmente. No entanto, após mais essa internação, a dúvida é se ele consegue terminar o mandato à frente da Prefeitura da capital paranaense.

Greca foi vereador de Curitiba, deputado estadual e prefeito pela primeira vez no início dos anos 90. Depois elegeu-se deputado federal e foi ministro do Turismo no governo FHC. Escanteado pelo “lernismo” –corrente política do ex-governador e ex-prefeito Jaime Lerner–, porém, o então governador Roberto Requião relançou Rafael Greca na política pelo MDB.

Em 2016, Greca ingressou no PSDB e foi eleito pela segunda vez prefeito de Curitiba com o apoio do então governador Beto Richa (PSDB).

Já no DEM, em 2020, o prefeito foi reeleito.

Eduardo Pimentel deve assumir a Prefeitura

O vice-prefeito Eduardo Pimentel Slaviero (PSD), de 36 anos, deve assumir interinamente a Prefeitura de Curitiba durante a convalescência de Greca.

O vice é neto do ex-governador Paulo Pimentel e irmão do atual presidente da Companhia Paranaense de Energia (Copel), Daniel Pìmentel Slaviero.

Na eleição de 2020, Eduardo Pimentel deixou o PSDB para ingressar no PSD do governador Ratinho Junior (PSD).

Ao abandonar o ninho tucano, o vice-prefeito de Curitiba deixou magoado Richa e o PSDB, no entanto, seu neoaliado Ratinho está felicíssimo pela aquisição política na capital paranaense.

Boletim médico do prefeito Rafael Greca

O prefeito Rafael Greca teve uma indisposição na manhã desta terça-feira (20/04/21) e seguiu para averiguações médicas no Hospital Nossa Senhora das Graças.

Os médicos diagnosticaram um Acidente Vascular Cerebral isquêmico. O prefeito está internado para observação, sem ter apresentado comprometimento cognitivo ou motor.

De acordo com os médicos, Greca encontra-se clinicamente alerta, em bom estado geral, com sinais vitais estáveis, participativo e dialogando.

O prefeito segue em observação no hospital.