3 milhoes mortes covid mundo

Notícias ao vivo da Covid: 3 milhões de mortes no mundo

De acordo com o “Our World in Data”, projeto ligado à Universidade de Oxford, e da Universidade Johns Hopkins, o mundo chegou neste sábado (17/4) a três milhões de mortes por covid-19.

Se foram necessários 263 dias até o mundo chegar à marca de 1 milhão de vítimas da Covid, 109 dias para chegar aos 2 milhões de óbitos, agora a marca dos 3 milhões de mortos se cumpriu em apenas 92 dias (93 se for no domingo).

Em meio à piora da pandemia na América do Sul, principalmente por causa do Brasil, e também pela aceleração no número de óbitos na Ásia.

Segundo o Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde), o Brasil tem 368.749 cadáveres acumulados desde o início da pandemia.

No mundo, foram 12 mil mortos por dia na última semana aproximando-se aos 14.500 óbitos diários do final de janeiro, no pico da pandemia.

O planeta tem cerca de 140 milhões de casos desde o início da crise sanitária – atualmente, são 730 mil por dia, número em constante alta desde o fim de fevereiro.

No Brasil, epicentro da pandemia no mundo, são 13.832.455 infecções acumuladas.

Leia também

Os 10 países com mais mortes

  • Estados Unidos: 566 mil
  • Brasil: 368 mil
  • México: 211 mil
  • Índia: 175 mil
  • Reino Unido: 127 mil
  • Itália: 116 mil
  • Rússia: 103 mil
  • França: 100 mil
  • Alemanha: 79 mil
  • Espanha: 76 mil

As mortes por continente

  • Europa: 968 mil (32,3% do total de óbitos do mundo)
  • América do Norte: 829 mil (27,6%)
  • América do Sul: 611 mil (20,4%)
  • Ásia: 458 mil (15,3%)
  • África: 117 mil (3,9%)
  • Oceania: 1 mil (0,03%)

Na América do Sul, Brasil é responsável por mais de 70% dos novos óbitos registrados na região.