Hoje é dia de “SuperLula”, segundo William Bonner

Nesta segunda-feira (26/4), é dia da Superlua Rosa. O fenômeno será visível, logo mais, a partir do pôr do sol.

No final de 2019, o apresentador do Jornal Nacional, William Bonner, se confundiu ao chamar de “SuperLula” o fenômeno lunar.

“Milhões de terráqueos que vivem na Ásia puderam testemunhar o eclipse solar anular. A lula… a lula. A lua se posicionou entre a terra e sol formando uma borda de fogo”, disse o jornalista na época, que, após o ato falho, quase caiu na gargalhada.

“Ele não tira o Lula da cabeça”, comentou-se nas redes sociais. “Esse amor do William Bonner pelo Lula tá indo longe demais”, disse outro internauta.

Hoje, a SuperLua Rosa volta a embelezar o céu. O melhor horário para avistá-la depende da região do observador.

Será que Bonner, outra vez, vai lembrar de Lula?

Leia também

O que é uma superlua Rosa

Superluas ocorrem porque a órbita da Lua ao redor da Terra, não é circular, mas levemente elíptica. Como resultado, a distância entre elas muda durante o mês. No ponto mais próximo (perigeu), ela fica a aproximadamente 362 mil km de distância, enquanto no ponto mais distante (apogeu) essa distância chega a 405 mil km.

As datas do apogeu e do perigeu não são sincronizadas com as fases da Lua e apenas ocasionalmente coincidem com a Lua Cheia. Assim, as superluas aparecem quando a Lua está cheia e se encontra no perigeu.

De acordo com o Observatório Astronômico de Lisboa, essa coincidência ocorrerá duas vezes em 2021. A próxima será em 26 de maio, quando também está previsto um eclipse lunar total.

O que é superLula [vídeo]