Zeca Dirceu denuncia Bolsonaro à PGR por crime contra saúde pública

O deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR) apresentou nesta segunda-feira (1º), na Procuradoria-Geral da República (PGR), uma representação criminal contra o presidente Jair Bolsonaro. O parlamentar pede que Bolsonaro seja investigado pela prática de crime contra a saúde pública, por ter promovido aglomerações, sem o uso de máscara, durante recente visita ao estado do Paraná.

“Bolsonaro esteve no Paraná, em Cascavel e, mais recentemente, em Foz do Iguaçu, sem máscara, promovendo aglomerações e contágio do coronavírus. Precisa ser penalizado de todas as formas, inclusive criminalmente. Fiz a denúncia também para evitar que ele prossiga com estas agendas insanas, irresponsáveis e inconsequentes em outros estados brasileiros contribuindo para que, cada vez mais e infelizmente, aumente o número de mortes por Covid em nosso País”, explicou Zeca Dirceu.

LEIA TAMBÉM
Ratinho x Bolsonaro: governador do Paraná assina carta com críticas ao presidente

Desacreditados, caminhoneiros voltam a falar de greve contra aumento dos combustíveis

New York Times e The Economist expõem as falcatruas da Lava Jato

O parlamentar lembrou na ação outras aglomerações que Bolsonaro promoveu nos últimos dias, em cerimônias no Palácio do Planalto, visitas ao Congresso e em agendas políticas em alguns estados do País. Na representação, Zeca Dirceu mencionou ainda a live feita pelo presidente na última quinta-feira (25/02), na qual o presidente levantou dúvidas sobre a eficiência do uso de máscara e da prática do isolamento social como forma de evitar a propagação da Covid-19.

Veja a íntegra da denúncia à PGR:

denuncia-crime-Bolsonaro

As informações são do PT na Câmara