Ratinho Junior lançou uma campanha de vacinação com a seringa vazia, diz deputado do PT

  • Após Ratinho Junior lançar campanha de vacinação, prefeitos paralisam imunização por falta de… vacinas

O governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), em mais uma jogada de marketing, esteve semana passada no município de Londrina, Norte do estado, lançando uma espetacular campanha de vacinação. Segundo o mandatário estadual, o processo dar-se-ia de “domingo a a domingo” para acelerar a imunização de todos os paranaenses.

Esta semana mal começou e os prefeitos de Curitiba, Rafael Greca (DEM), e de Maringá, Ulisses Maia (PSD), suspenderam a vacinação porque falta vacinas para a continuidade da imunização nesses municípios.

O deputado estadual Arilson Chiorato (PT), criticou a propaganda do governador Ratinho Junior que, segundo ele, está divorciada da realidade.

“Governo lança a campanha “Vacinação de domingo a domingo”, aí na quarta-feira cidades como Curitiba e Maringá suspendem a vacinação por falta de vacinas!
Qual a explicação, Secretaria de Saúde e Ratinho Junior?”, questionou o parlamentar, marcando os dois perfis –@saudepr e @ratinho_jr no Twitter.

“O que está havendo? Como vacinar todos os dias?”, insistiu Chiorato, que é presidente do PT do Paraná.

Na prática, Ratinho Junior lançou uma campanha de vacinação com a seringa vazia –criticou o deputado.

LEIA TAMBÉM
PT dribla Ratinho Junior e assume articulação da compra de 13 milhões de vacinas no Paraná

87% dos prefeitos do Paraná não confiam em Ratinho e Bolsonaro

Por que Bolsonaro não reabre a fábrica de oxigênio hospitalar da Fafen-PR?

“Ratinho Junior lançou a campanha “Vacinação de domingo a domingo” com a seringa vazia no Paraná”, disparou Arilson Chiorato em suas redes sociais.

Paraná pode comprar 10 milhões de vacinas Sputnik V

Se o presidente Jair Bolsonaro deixar, o governador Ratinho Junior poderá comprar 10 milhões de doses da vacina russa Sputnik V.

O Governo do Paraná anunciou na segunda-feira (29/3) que já tem contrato assinado com o Instituto Gamaleya para a aquisição do imunizante. A informação é do deputado Michele Caputo (PSDB), coordenador da Frente Parlamentar do Coronavírus da Assembleia Legislativa do Paraná, após ouvir o secretário Chefe da Casa Civil, Guto Silva.

Os recursos para aquisição do imunizante estão garantidos. Em agosto de 2020, a Assembleia Legislativa do Paraná repassou R$ 100 milhões ao Governo para a compra de vacinas.

“É uma excelente notícia, que mostra que o Governo do Paraná está empenhado para acelerar a vacinação. Uma decisão acertada do governador Ratinho Junior, tendo em vista a escassez de vacinas disponíveis para imunizar tanto a população paranaense quando do restante do país”, explica Caputo.

Segundo o deputado Arilson Chiorato, na sessão desta quarta (31/3), o governador Ratinho Junior tem até amanhã (quinta, 1º) para confirmar a aquisição das vacinas russas. O parlamentar petista participou ontem (30/3) de uma reunião a Frente do Coronavírus, Consócio Paraná Saúde e Consórcio Nordeste.

Uma vez adquiridas, as 10 milhões de doses de vacina seriam incorporadas ao Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde –a exemplo do que fez o governo de São Paulo com a chinesa Coronavac.