Queiroga estreia no Ministério da Saúde com 2.842 mortes, novo recorde da pandemia

O novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, estreou nesta terça-feira (16/3) com mais um triste recorde na pandemia com 2.842 mortes e 84.362 novos infectados nas últimas 24 horas. Os dados são do mais recente balanço divulgado pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

No total, o Brasil já perdeu 282.127 vidas para a doença e computou 11.603.535 casos de contaminação.

Pelo 21º dia consecutivo, a média móvel de mortes causadas por Covid-19 no Brasil bateu recorde, chegando a 1.965 nesta terça-feira (16/3). O indicador, em comparação com o verificado há 14 dias, subiu 47,7%, mostrando tendência de alta nos óbitos. O resultado não inclui os dados do Rio Grande do Sul, que não foram divulgados até o momento.

“Sei a responsabilidade que tenho. Sozinho não vou fazer mágica nem resolver o problema da saúde pública”, disse Queiroga ao fazer um apelo à população brasileira para o enfrentamento da pandemia.

Atualização às 19h08:

Com informações do Metrópoles, parceiro do Blog do Esmael.