Notícias ao vivo da Covid: Brasil tem 2.815 mortes nas últimas 24h e ultrapassa 290 mil óbitos na pandemia

O Brasil se transformou no cemitério do mundo, já se observou por aqui. Nesta sexta-feira (19/3), o país teve 2.815 mortes nas últimas 24h e chegou a 290.314 óbitos desde o início da pandemia. Os dados são do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS).

Sem vacinação em massa, que imunize os brasileiros a contento, prefeitos e governadores apelam para o lockdown para tentar salvar vidas e desafogar os hospitais. Não há leitos de UTI, faltam medicamentos e oxigênio ameaçam os pacientes que contraíram a doença.

Em Curitiba, o prefeito Rafael Greca (DEM) anunciou a prorrogação do lockdown por uma semana. Ele estava previsto para terminar neste domingo (21), mas só terminará no próximo dia 28 de março.

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), idem, alongou as medidas restritivas em virtude do avanço da pandemia na capital federal.

Enquanto o povo morre, por falta de política de enfretamento assertiva, o presidente Jair Bolsonaro vai aos tribunais contra o lockdown e distanciamento social impostos pelos mandatários estaduais e municipais. Bolsonaro ainda ameaça estado de sítio para garantir seu negacionismo em relação à pandemia covid-19.

LEIA TAMBÉM
Datafolha diz que Capitão Cloroquina perdeu o controle da covid-19

França decreta lockdown de um mês para 21 milhões de habitantes

Notícias ao vivo da Covid: Agnaldo Timóteo é internado e ex-governador de Goiás morre na espera por UTI