Lockdown nos estados é aprovado por 57%, diz Paraná Pesquisas

A Paraná Pesquisas jogou um balde de água fria no negacionismo do presidente Jair Bolsonaro ao afirmar que 57% dos brasileiros são favoráveis ao lockdown e medidas restritivas adotadas pelos governos estaduais.

O instituto de pesquisas ouviu 2.456 pessoas de 26 estados e do Distrito Federal entre os dias 5 e 9 de março de 2021. A margem de erro é de 2 pontos.

Nesta quinta-feira (11/3), Bolsonaro é um áspero crítico do lockdown –o “fique em casa”, segundo ele–, distanciamento social e toque de recolher nos estados e municiípios.

“Se a economia colapsar com lockdown, vai ser uma desgraça”, disse hoje o mandatário, durante videoconferência com a Frente Parlamentar do Micro e Pequeno Empreendedor.

Bolsonaro chamou a medida mais restritiva de quarentena adotada pelo estado de São Paulo nesta quinta-feira, dia 11, de “irresponsabilidade” e disse que só ele pode tomar medida de lockdown. “Não vamos deixar isso acontecer”, declarou.

O presidente considerou o toque de recorrer no Distrito Federal, entre 22h e 5h, um “estado de sítio” que só ele poderia decretar.

Irritado com as medidas restritivas adotas pelos governadores, Bolsonaro disse que o povo quer trabalhar e as regras são para atingi-lo politicamente.

A Paraná Pesquisas 40% dos entrevistados são contrários às medidas restritivas, assim como Bolsonaro, enquanto 3% não souberam responder.

LEIA TAMBÉM
“Curitiba já é epicentro global da pandemia”, afirma cientista Lucas Ferrante [vídeo]

Concurso da PF é adiado por causa da pandemia

Notícias ao vivo da Covid: Bolsonaro transformou o Brasil numa ameaça à humanidade