Gleisi explica por que a oposição protocolou novo pedido de impeachment de Bolsonaro

A deputada Gleisi Hoffmann (PR), presidenta nacional do PT, nesta quarta-feira (31/3), explicou por que congressista de oposição protocolaram novo pedido de impeachment do presidente Jair Bolsonaro.

A dirigente petista disse que o novo pedido de impeachment foi protocolado porque, mesmo com o país à beira de 4 mil mortes diárias, Bolsonaro está mais preocupado em disputar poder político e nas Forças Armadas para ampliar seu autoritarismo. “O genocida é um perigo para o Brasil em todos os sentidos”, afirmou.

Gleisi declarou que a sociedade espera que deem meia volta da opção errada que fizeram pela opção política, para que a instituição Forças Armadas seja preservada, daqui em diante, da tragédia que Bolsonaro representa para o país. “Que essa tragédia sirva de lição para os comandantes de hoje e do futuro, de lição para o país.”

A presidenta do PT analisa que da crise de Bolsonaro com os militares, o que se espera dos comandantes que lhe apoiaram é que não avancem além do que foram. “Que não voltem chantagear o judiciário, assumir ministérios paro os quais não têm vocação nem competência. Que não voltem dar palco para ameaças autoritárias, como em maio passado”, exigiu.

Para fechar o rol de justificativas para o novo pedido de impeachment, a deputada petista disse que Bolsonaro retomou o discurso negacionista e voltou a atacar o combate à pandemia. Segundo ela, o presidente defende fim das medidas restritivas, pede o retorno dos trabalhadores sem vacina às ruas e usa Deus levianamente. “Ou aprovamos o impeachment desse genocida ou o caos vai se instalar de vez”, fulminou Gleisi Hoffmann.

LEIA TAMBÉM
Comunistas transam melhor? As alemãs dizem que sim

O que foi o golpe de 64? Saiba as consequências da ditadura militar no Brasil

Doria rebate ministro da Defesa: ‘o Brasil não tem razão nenhuma para comemorar o Golpe de 64’

Assista ao vídeo: