FHC diz que se arrependeu por não ter votado em Haddad na eleição de 2018

Enfim, a autocrítica do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso –o FHC. À Folha, o tucano disse nesta sexta (5/3) que sente certo mal-estar por não ter votado em Fernando Haddad (PT) no segundo turno, em 2018.

Na disputa contra o presidente Jair Bolsonaro, FHC preferiu o muro. O ex-presidente votou nulo, segundo ele, o que ajudou a marcha da insensatez no País.

FHC disse que olhando o que aconteceu com Bolsonaro, ele se arrepende de não ter votado em Haddad. ‘Me dá um certo mal-estar não ter votado em alguém contra ele’, disse o tucano.

O ex-presidente jurou que num eventual confronto entre Bolsonaro x Haddad, em 2022, desta vez votará no petista.

FHC reconheceu que Haddad tinha mais sensibilidade social, mas, argumentou, tinha medo que o país rachasse com a vitória do PT.

No entanto, a história mostrou o contrário: o Brasil ampliou a fissura com Bolsonaro.