Deu no New York Times: Lula pode concorrer nas eleições de 2022

O ex-presidente Lula é a boa notícia desta segunda-feira (8/3) no mundo inteiro. A notícia da anulação das condenações do petista chegou ao New York Times, o maior jornal do planeta, que saudou a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, dizendo que Lula poderá concorrer nas eleições de 2022.

A reabilitação política de Lula, com o afastamento da Lei da Ficha Limpa, é um pingo de esperança nesses tempos obscuros de Jair Bolsonaro.

“A decisão de um juiz do Supremo Tribunal Federal prepara o terreno para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva concorrer contra o presidente Jair Bolsonaro na disputa presidencial do ano que vem”, diz o Times.

Segundo o jornal, Lula era favorito para ganhar as eleições de 2018, mas sua prisão possibilitou a vitória de Bolsonaro. No entanto, destaca o NYT, Bolsonaro x Lula poderão fazer o confronto em 2022.

A publicação americana recorda que o ex-juiz Sergio Moro, após condenar Lula, virou ministro da Justiça no governo Bolsonaro.

Fachin reconheceu hoje a incompetência da 13ª Vara Federal de Curitiba para os processos contra Lula e remeteu os autos para a Justiça Federal do Distrito Federal. Além de anular os atos processuais, as condenações, também restituiu seus direitos políticos.

LEIA TAMBÉM
Defesa de Lula divulga nota sobre decisão de Fachin

Jornal Nacional prepara cobertura especial sobre anulação de condenações de Lula

Veja a repercussão da anulação pelo STF das condenações de Lula

Deputado do PT se emociona ao anunciar anulação de condenações de Lula [vídeo]

Absolver Moro ‘jamais’, diz presidente da Câmara, ao dizer que Lula merece a decisão

Fachin reconheceu a incompetência da Lava Jato para processar Lula; leia a íntegra da decisão

URGENTE: Fachin anula todos os atos processuais envolvendo Lula