Centrão pode fraquejar com volta de Lula ao cenário de 2022

Não se fala outra coisa no Congresso Nacional. A volta do ex-presidente Lula ao cenário de 2022 tem poder de fraquejar o Centrão, sobretudo os parlamentares do Nordeste.

Parte do grupo, chamado de baixo clero, vê em Lula a possibilidade de sua reeleição no ano que vem. As bancadas do Nordeste já ligaram o radar em direção ao PT.

Lula continua imbatível no Nordeste, haja vista o resultado estrondoso nas eleições de 2018 com Fernando Haddad candidato. O petista venceu de goleada em todos os estados nordestinos.

LEIA TAMBÉM
Lula, milagreiro, fez Bolsonaro acreditar na vacina

Bolsonaro surta durante live e diz que “ciúmes de homem é foda” [vídeo]

Efeito Lula: dólar cai; bolsa sobe; e Bolsonaro defende a vacina

Nos estados do Maranhão e Piauí, por exemplo, Lula ultrapassa os 70% das intenções de voto, segundo pesquisas de deputados e senadores.

Próceres do Centrão veem com chances a volta de Lula em 2022, por isso, a partir de agora, a tendência é que parlamentares desse espectro político buscarão se afastar da imagem do presidente Jair Bolsonaro.

Note, caro leitor, trata-se de uma questão de sobrevivência dos congressistas do Centrão –não uma declaração de amor.

Como efeito prático, o PT na Câmara e no Senado deverá jogar com o ativo Lula nas futuras votações. Poderá haver maior dificuldade para as pautas bolsonaristas na próxima temporada no Congresso, portanto.