Bolsonaro insulta caminhoneiros e motoristas de aplicativos com novo aumento dos combustíveis

Na última sexta-feira (5/3) caminhoneiros e motoristas de aplicativos fizeram manifestações no Paraná e São Paulo contra o aumento de combustíveis. Como resposta ao movimento, o presidente Jair Bolsonaro autorizou nesta segunda-feira (8/3) que a Petrobras aumentasse pela sexta vez os preços só este ano. A gasolina já acumula alta de 54% enquanto o diesel subiu 41,6%.

Na semana passada, com o intuito de esvaziar os protestos, Bolsonaro anunciou que iria zerar PIS e Cofins do gás de cozinha e do diesel por dois meses. Como se vê, são medidas foram para inglês ver e não tiveram eficácia alguma.

Apesar de anunciar a troca na presidência da Petrobras, no dia 20 de março, o presidente Jair Bolsonaro disse que não vai alterar a atual política de preços praticados pela estatal.

Hoje, os aumentos nos combustíveis são determinados pela variação do dólar e pela cotação internacional do petróleo.

Ou seja, os caminhoneiros e motoristas de aplicativos recebem em real, mas abastecem pela moeda americana. O mesmo ocorre com a dona de casa, que compra o botijão de gás de 13 kg em dólar.

É por isso que Jair Bolsonaro insulta caminhoneiros, motoristas de aplicativos, donas de casa, enfim, os brasileiros. É por isso que ele deve deixar o governo já.