Vice Hamilton Mourão de olho no impeachment do presidente Jair Bolsonaro

O ex-senador e ex-governador do Paraná, Roberto Requião (MDB-PR), disse que a glória do vice é a desgraça do titular.

Dito isso, na semana passada a assessoria do vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) foi flagrada conspirando na Câmara a favor do impeachment de Jair Bolsonaro.

Para aliviar os ataques sofridos de bolsominions, o vice demitiu seu preposto e jurou que Ricardo Roesch Morato Filho avançou o sinal por conta e risco próprios.

Nesta segunda-feira (1º), diante do perigo de impeachment, Mourão voltou ao assunto dizendo que não há motivação para o impeachment de Bolsonaro.

O vice-presidente, que chegaria à glória com o afastamento do titular, se refere à ameaça de o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), aceitar ainda hoje os 62 pedidos de impeachment de Bolsonaro.

A bronca de Maia é porque ele foi “chifrado” pelo DEM com Bolsonaro durante a noite de ontem.