URGENTE: Rodrigo Pacheco é o novo presidente do Senado

Compartilhe agora

O senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) foi eleito presidente do Senado com 57 votos enquanto a senadora Simone Tebet (MDB-MS) teve 21 votos.

Pacheco obteve o apoio do presidente Jair Bolsonaro e, contraditoriamente, da bancada do PT.

“Em cédula de papel, o Senado Federal elegeu o Senador Rodrigo Pacheco (57 votos de 81 possíveis) para presidir a Casa no biênio 2021/22”, comemorou Bolsonaro, em post nas redes sociais, sugerindo que o resultado poderia ter sido outro se votação tivesse ocorrido na urna eletrônica.

Quem é Rodrigo Pacheco

Rodrigo Pacheco lançou sua candidatura por meio de um manifesto em que se compromete, entre outras coisas, a garantir as liberdades, a democracia, as estabilidades social, política e econômica do Brasil, bem como a segurança jurídica, a ética e a moralidade pública, com respeito às leis e à Constituição. O senador ainda defende a pacificação da sociedade e a independência do Senado. Outro compromisso assumido foi o atendimento à crise sanitária do país em decorrência da covid-19, tanto do ponto de vista da saúde pública como da economia, gerando emprego e renda.

O senador tem 44 anos, é advogado e foi o mais jovem conselheiro federal da Ordem dos Advogados do Brasil, entre 2013 e 2015. Cumpriu um mandato como deputado federal por Minas Gerais (2015-2019) e foi presidente da Comissão e Constituição e Justiça da Câmara. No Senado, também atuou como vice-presidente da Comissão de Transparência e Governança (CTFC). Pacheco recebeu o apoio formal de nove partidos: DEM, PT, PP, PL, PSD, PSC, PDT, Pros e Republicanos.

Assista à sessão do Senado: