Sérgio Souza e Requião disputam comando do MDB no Paraná

Compartilhe agora

O deputado federal Sergio Souza (MDB-PR) vai bater chapa com o ex-senador Roberto Requião pelo comando do MDB do Paraná.

O mandato do atual diretório estadual do MDB termina no próximo dia 28 de fevereiro.

Em seu segundo mandato, Souza foi eleito recentemente presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária. O parlamentar emedebista já foi membro do governo do estado, época que Requião era govenador.

Sergio Souza conta com o apoio do sobrinho Requião, o ex-deputado João Arruda, que rompeu politicamente com o tio há 4 anos.

Para se viabilizar como candidato ao governo do Paraná, Requião precisa vencer a disputa interna no partido.

Em 2014, em um embate parecido, Requião ganhou a convenção em que as bancadas estadual e federal do MDB torciam por uma coligação com o então governador Beto Richa (PSDB).

Neste ano, véspera de 2022, a ala emedebista ligada ao deputado Sergio Souza, torce nacionalmente pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e pelo governador Ratinho Junior (PSD), no Paraná.

Em recente entrevista para o Blog do Esmael, o ex-senador Roberto Requião disse que sua candidatura ao Palácio Iguaçu, sede do governo do Paraná, seria fundamental para eleger deputados estaduais e federais do MDB.

Caso saia derrotado na disputa umbilical, Requião não descarta o divórcio litigioso com o MDB. Desfiliando-se do partido que milita há mais de 40 anos, o ex-senador pode ingressar no PT, PDT ou PSOL.