Segunda Turma do STF decide nesta terça-feira acesso de Lula a mensagens da Operação Spoofing

Compartilhe agora

O ministro Gilmar Mendes, presidente da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal, pautou julgamento para esta terça-feira (09/02) sobre o acesso do ex-presidente Lula a mensagens apreendidas na Operação Spoofing.

O colegiado julgará amanhã se mantém ou não a decisão, proferida pelo ministro Ricardo Lewandowski, que franqueou a Lula o acesso aos documentos.

A 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal vai julgar se serão mantidas as decisões do ministro Ricardo Lewandowski sobre o acesso da defesa do ex-presidente Lula a documentos relativos à “Vaza Jato”. O material — conversas entre integrantes da autodenominada “lava jato” — foi obtido por hackers e posteriormente apreendido e periciado pela Polícia Federal.

O compartilhamento dos conteúdos foi alvo de reclamações e manifestações contrárias por ex-membros da força-tarefa Lava Lato, pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR).

A defesa do ex-presidente Lula teve acesso aos diálogos entre o ex-juiz Lava Jato e o procuradores da falecida Lava Jato por meio da Reclamação Constitucional nº 43.007 cujo relator é o ministro Lewandowski.

O ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, também tentou pegar uma carona na Operação Spoofing, no entanto, o relator da ação no STF rejeito o pedido de acesso às mensagens.