Saúde do DF colapsa, mas governador Ibaneis Rocha afrouxa o lockdown

Segundo relatório da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, 97% dos leitos da rede pública estão ocupados. Mas isso não impediu o governador Ibaneis Rocha (MDB) de afrouxar o decreto que impõem o lockdown.

Segundo dados oficiais do Governo do Distrito Federal (GDF), 97% dos leitos de unidade de tratamento intensivo (UTI) estão ocupados nos hospitais públicos enquanto nas unidades particulares a ocupação é de 87%.

O GDF confirma que 81 pacientes estão aguardando por uma vaga, neste momento, na rede hospitalar.

O governador Ibaneis Rocha segue afrouxando o decreto a medida que grupos de pressão protestam contra o lockdown que entrou em vigor no primeiro minuto deste domingo (28).

Em um novo decreto, neste sábado, o governador do DF voltou atrás e permitiu abrissem que toda a cadeia da construção civil e de veículos automotores, cartórios, hotéis, papelarias, bancas de jornal e até mesmo escritórios de profissionais autônomos, como os de advocacia, contabilidade e engenharia.

Diante do precedente, outras áreas de atividade agora protestam para conseguir o mesmo tratamento dado por Ibaneis.

Em síntese, Ibaneis Rocha não serve para governar porque ele não tem pulso firme. Ele afrouxa diante do primeiro grito.