Reunião do PSOL sofre ataque de hackers no Paraná

Militantes do PSOL no Paraná relataram ao Blog do Esmael que uma reunião do partido, na noite desta quarta-feira (24), foi alvo de ataques de hackers. O encontro contou com a presença de Juliano Medeiros, presidente nacional da agremiação.

Segundo os relatos dos socialistas, no início da reunião on-line  alguns hackers com gritos de guerra mais utilizados por grupos de direita e extrema-direita invadiram o espaço da reunião para tentar tumultuar o debate e o andamento dos diálogos  entre os participantes do encontro.

Logo após encerramento do tumulto, em outro link direcionado aos participantes, a militância conseguiu retomar o comando da organização da reunião.

PSOL no Paraná

No Paraná, o PSOL elegeu a vereadora Josi no município de Ponta Grossa nas últimas eleições municipais de 2020. Trata-se do primeiro mandato político do partido em uma cidade do estado.

O exercício do mandato da vereadora Josi é realizado por um sistema de mandato coletivo.

O PSOL no Paraná informa que busca organizar o partido para construir política socialista permanente, ouvir a população e propor uma alternativa política pela esquerda no país, com métodos democráticos e progressistas, permitindo espaços também para centro-esquerda nas eleições 2022.

Para Juliano Medeiros, presidente nacional do PSOL, “a política deve ter uma construção permanente e não apenas no ano eleitoral”.

Temas como unidade de esquerda, taxação sobre grandes fortunas, volta do auxílio emergencial, #ForaBolsonaro, vacinação para todos e discussão de propostas para construção de uma economia progressista também foram destaques no encontro do PSOL, seção Paraná.