PT é sócio na vitória de Pacheco no Senado

Compartilhe agora

A vitória de Rodrigo Pacheco (DEM-MG) no Senado, hoje à noite, teve o apoio do PT. Portanto, os petistas são “sócios” do presidente Jair Bolsonaro no comando da Casa.

Pacheco comandará o Congresso pelos próximos dois anos, até fevereiro de 2023. Ele foi eleito com 57 votos, 16 a mais que os 41 necessários, derrotando a senadora Simone Tebet (MDB-MS), que obteve 21 votos.

O novo presidente do Senado prometeu trabalhar em prol da saúde pública, do crescimento econômico e do desenvolvimento social.

“Comprometo-me desde logo a pautar o projeto de resolução que cria a liderança da oposição, já existente na Câmara dos Deputados, e que equilibra as forças neste Plenário”, anunciou Pacheco, afagando o PT.

Ou seja: Bolsonaro terá de dividir a “escova” no Senado com os petistas, fifty-fifty, meio a meio.

Eleição na Câmara [ao vivo]

Depois de resolvida a disputa no Senado, agora é a vez da Câmara eleger a Mesa Diretora que vai conduzir as atividades da Casa no biênio 2021-2022. Acompanhe ao vivo: