Pedágio pode terminar em impeachment do governador do Paraná, diz deputado [vídeo]

O deputado Arilson Chiorato (PT), coordenador da Frente Parlamentar sobre o Pedágio, disse em entrevista ao Blog do Esmael, na noite desta quarta-feira (24), que a concessão das rodovias no Paraná poderá terminar em impeachment do governador Ratinho Junior (PSD).

Segundo o coordenador, as vias e jurídicas e parlamentares estão postas na mesa e o governador pode perder o mandato se agir contra os interesses paranaenses para satisfazer o presidente Jair Bolsonaro.

“Nós deputados, da Frente Parlamentar, faremos impossível para barrar o modelo de pedágio caro no Paraná e, se houver manobras, o impeachment do governador seria uma possibilidade concreta. “No sentido lógico e jurídico da palavra.”

Arilson Chiorato explicou que se houver cessão de rodovias para o governo federal, sem passar pela Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), se uma manobra de desvio de finalidade, aí cabe impeachment.

“Seria usurpação de poder. A pelada da Dilma, que cassou a presidenta, não representa meio por cento da questão do pedágio”, disse.

O deputado revelou que a ALEP estuda um decreto legislativo proibindo a cessão das rodovias.

Em 2018, o ex-governador Beto Richa (PSDB) acabou preso pela Operação Integração, da Lava Jato, o que contribuiu para a sua derrota na disputa pelo Senado.

Assista ao vídeo:

Deputado Arilson Chiorato prevê impeachment de Ratinho Junior no Paraná.