Pedágio de R$ 3 já seria suficiente para a manutenção das rodovias, diz Fórum [vídeo]

Compartilhe agora

O deputado Arilson Chiorato (PT), coordenador do Fórum Parlamentar sobre o Pedágio, disse ao Blog do Esmael nesta quarta-feira (03/02) que ‘tarifa de R$ 3’ já seria suficiente para a manutenção das rodovias paranaenses.

‘Pedágio de R$ 3 já seria suficiente para a manutenção das rodovias’, disse o parlamentar.

O Paraná tem um dos pedágios mais caro do mundo. Na praça de Jataizinho, Norte do Paraná, por exemplo, a tarifa de um automóvel de passeio custa R$ 26,40.

Chiorato convocou a população para a primeira de uma série de audiências públicas na sexta-feira (05/02), em Cascavel, no Oeste do estado. O debate irá acontecer, às 9h30, no Auditório da Associação Comercial e Industrial de Cascavel (ACIC).

No sábado, dia 6, os parlamentares também irão se reunir em Foz do Iguaçu, às 9h30, no Auditório da Associação Comercial e Industrial de Foz do Iguaçu (ACIFI). Durante um mês, os deputados que integram a Frente Parlamentar do Pedágio irão promover as audiências públicas em várias regiões do Estado.

Para o deputado, o modelo de pedágio proposto pelo governador Ratinho Junior (PSD) e o presidente Jair Bolsonaro são ilegais e nocivos à economia popular e aos interesses do setor produtivo do Paraná. “Eles querem limitar o desconto na licitação em 20%”, criticou. “É como você se recusar um desconto na compra do mercado”, comparou.

“O pedágio dá mais dinheiro que o tráfico da América Latina. Só arrecada. Não tem retorno com prestação de serviço”, disparou Arilson Chiorato.

O coordenador da Frente Parlamentar acusou ainda a Lava Jato de ter ajudado a perpetuar as máfias do pedágio e as tarifas mais altas do mundo.

Mãos ao alto, o pedágio é um assalto

O Paraná tem 27 praças de pedágio e o governador Ratinho planeja 15 novas praças a partir do modelo “híbrido”. A nova concessão tem previsão de duração de 30 anos.

Na proposta apresentada pelo Ministério da Infraestrutura, que tem o aval do Governo Estadual, planeja conceder 3.327 quilômetros de rodovias estaduais e federais, 827 km de estradas pedagiadas a mais, que serão divididos em seis lotes com 42 praças de pedágio, 15 praças a mais do que atualmente. O prazo de concessão é de 30 anos.

Devido à pandemia do coronavírus, as reuniões serão de forma híbrida (presencial e virtual) e transmitidas pelos canais do legislativo.

Calendário das audiências

  • 05/02 Cascavel
  • 06/02 Foz do Iguaçu
  • 11/02 Londrina
  • 12/02 Jacarezinho ou S.A Platina (Norte Pioneiro)
  • 18/02 Guarapuava
  • 19/02 Francisco Beltrão
  • 25/02 Maringá
  • 26/02 Apucarana
  • 04/03 Curitiba
  • 05/03 Ponta Grossa

O deputado Arilson Chiorato disse que o pedágio no Paraná é um assalto sem armas, à luz do dia, contra os usuários das rodovias.