Para reduzir os preços de combustíveis é preciso demitir Paulo Guedes

Compartilhe agora

Cogitar que o general Joaquim Silva e Luna irá rever a política de reajustes da Petrobras é gastar vela boa com defunto ruim.

Na noite desta sexta-feira (19), o Blog do Esmael anotou o militar é da “panelinha” do presidente Jair Bolsonaro e é mais um “come e dorme” numa das boquinhas no governo.

Luna não irá fazer absolutamente nada que não esteja no script do mercado cujo preposto e guardião é Paulo Guedes, representante dos bancos e dos especuladores.

Para reduzir os preços dos combustíveis é preciso demitir Paulo Guedes, caso contrário ficará nessa mesma toada.

Pela sexta vez neste ano, a Petrobras aumentou nessa sexta-feira o preço do diesel, e pela quinta vez o da gasolina. O acumulado nesses 50 dias já é de 34,4% para a gasolina e 27,7% para o diesel.

Para resolver os preços abusivos dos combustíveis é preciso rever a política de reajuste praticado pela estatal. Hoje, a majoração ocorre sempre que há variação no dólar e na cotação internacional do petróleo.

Funciona assim: os trabalhadores brasileiros ganham em real, mas quando abastecem seu carro ou compram o gás de cozinha pagam em dólar. Essa diferença vai para um fundo de investimento estrangeiro que sequer sabe a existência da Petrobras.

Paulo Guedes tem quer demitido, caso contrário o diesel, a gasolina e o gás de cozinha continuarão subindo para o consumidor.

O general Joaquim Silva e Luna só é mais um “Pazuello” –que é da mesma patente– na estratégica área de energia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.