Oswaldo Eustáquio ficou paraplégico, dizem bolsonaristas; Jefferson quer jornalista disputando Senado pelo PTB do Paraná

Compartilhe agora

Militantes de extrema direita, os bolsonaristas, dizem que o jornalista Oswaldo Eustáquio fraturou a coluna vertebral após sofrer queda na cadeia. Segundo eles, Eustáquio foi preso no âmbito de inquérito ilegal das fake news no STF (Supremo Tribunal Federal).

A esposa do jornalista Oswaldo Eustáquio, Sandra Terena, confirmou a informação de que seu marido apresenta quadro de paraplegia.

“Com um aperto no coração, informo que meu marido, o jornalista Oswaldo Eustáquio recebeu hoje o laudo com quadro de paraplegia, com previsão de 3 meses de internamento. Estamos em oração pela sua recuperação. Obs: ele permanece censurado pelos mesmos que o prenderam ilegalmente”, escreveu Sandra Terena no Twitter.

Para os bolsonaristas, se Eustáquio não andará mais a culpa é do ministro Alexandre de Moraes, do STF, que o mandou prender ilegalmente.

O presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, foi quem apontou o dedo para Moraes.

“Isso sim foi um crime. Graças a Alexandre Moraes, que o prendeu mesmo não sendo condenado ou sequer indiciado, o jornalista Oswaldo Eustáquio pode nunca mais andar. Essa é a Justiça que fere e não aceita críticas”, disse o ex-mensaleiro.

A mulher de Eustáquio, no entanto, dá uma esperança. Segundo ela, o quadro foi causado por uma fratura na T5, inchaço medular e rompimento de uma artéria.

“O quadro felizmente não é irreversível, mas demandará um período de reabilitação. Eustáquio ficou paraplégico sob a custódia do Estado após uma prisão inconstitucional determinada pelo STF em um inquérito que prossegue com réus presos desde abril de 2020.”

Em tempo: Roberto Jefferson, com o apoio do presidente Jair Bolsonaro, quer eleger Oswaldo Eustáquio ao Senado pelo PTB do Paraná.