Luta contra o pedágio une o Paraná contra Bolsonaro e Ratinho

Compartilhe agora

As forças vivas do Paraná se uniram contra o modelo de pedágio híbrido defendido pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), que consiste na outorga onerosa para os usuários.

Neste sábado (06/02), em Foz do Iguaçu, no Oeste do estado, a comunidade iguaçuense defendeu o modelo pela menor tarifa e disse não à outorga –que é a transferência das rodovias estaduais para o governo federal e, consequentemente, a instalação de 15 novas praças de pedágio.

Na Audiência Pública da Frente Parlamentar sobre o Pedágio, da Assembleia Legislativa, o mundo produtivo disse estar amedrontado com possibilidade de outorga nas concessões do pedágio.

“O modelo de outorga onerosa consiste no repasse aos usuários das rodovias as tarifas de pedágio disfarçadas em forma de mais um tributo”, opinou Danilo Vendruscolo, vice-presidente da Associação Comercial e Empresarial de Foz do Iguaçu (Acifi).

Audiência Pública da Frente Parlamentar sobre o Pedágio, em Foz do Iguaçu.

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), durante a reunião de hoje, fez uma didática exposição sobre o modelo de pedágio proposto pelos governos federal e estadual.

Também participaram da audiência, de forma presencial ou remota, diversos vereadores, prefeitos, deputados federais, lideranças da região, além dos deputados estaduais Arilson Chiorato (PT), coordenador da Frente Parlamentar, Luiz Claudio Romanelli (PSB), Coronel Lee (PSL), Delegado Recalcatti (PSD), Delegado Jacovós (PL), Evandro Araújo (PSC), Nelson Luersen (PDT), Soldado Fruet (PROS), Subtenente Everton (PSL) e de forma remota os deputados Gilson de Souza (PSC), Boca Aberta Junior (PROS), Alexandre Amaro (Republicanos) e Marcio Pacheco (PDT).

Audiência públicas

A série de audiências públicas sobre o novo modelo de concessão do pedágio no Paraná continua na próxima semana, quando os encontros serão realizados na cidade de Londrina, na quinta-feira (11) a partir das 9 horas na sede da Sociedade Rural do Paraná, no Parque de Exposições da cidade, e na sexta-feira (12) a partir das 8h30 na cidade de Cornélio Procópio, no auditório da Universidade Técnica Federal do Paraná (UTFR).

Estão previstas ainda audiências nas cidades de Guarapuava (18/02), Francisco Beltrão (19/02), Maringá (25/02), Apucarana (26/02), Curitiba (04/03) e Ponta Grossa (05/03), em locais ainda a serem confirmados.

A primeira audiência pública ocorreu na sexta-feira, dia 5, em Cascavel.

Assista ao vídeo: