Londrina e Cornélio Procópio se levantam nesta quinta contra pedágios mais caros do mundo

O Norte e o Norte Pioneiro se sublevam nesta quinta (11) e sexta-feira (12) durante audiências públicas contra a perpetuação do pedágio mais caro do mundo. O Blog do Esmael transmite ao vivo as reuniões, desde os municípios de Londrina e Cornélio Procópio.

Os deputados estaduais Luiz Claudio Romanelli (PSB) e Tercílio Turini (CDN) destacam a importância da participação dos moradores das cidades paranaenses e da sociedade civil nas audiências públicas organizadas pela Frente Parlamentar sobre o Pedágio, da Assembleia Legislativa do Paraná, para debater o modelo proposto pelo Governo Federal para as novas concessões das rodovias paranaenses.

As audiências serão realizadas, na quinta (11) a partir das 9 horas em Londrina e, na sexta (12) a partir das 8h30 em Cornélio Procópio e poderão ser acompanhadas pela TV Assembleia, site e redes sociais do Legislativo.

“Teremos duas novas audiências públicas esta semana e é essencial a participação de toda a sociedade civil do Norte e do Norte Pioneiro. A Frente Parlamentar sobre o Pedágio não é de situação e não é de oposição. Vamos apresentar mais detalhes do modelo planejado pelo Governo Federal. Um modelo que na nossa avaliação vai manter as tarifas altas e um alto custo para a economia paranaense”, disse o deputado Romanelli.

Já o deputado Tercílio Turini usou a tribuna durante a sessão plenária da Assembleia Legislativa desta quarta-feira (10) para reforçar o convite das audiências que acontecem na Sociedade Rural em Londrina e no Centro Cultural de Cornélio Procópio.

“Temos uma preocupação com o que temos visto até agora que o Governo Federal tem apresentado. Esse modelo híbrido parece que não atende aos interesses da população, cria dúvida e pode comprometer o desenvolvimento do estado para o futuro. É a hora de fazer o debate. Elogio essa iniciativa da Assembleia, da Frente Parlamentar nesses debates. Em Cascavel e em Foz do Iguaçu houve uma participação imensa, a população tem o interesse de participar”, disse.

“Se a gente errar agora, não temos como corrigir. O momento de fazer os ajustes, fazer o que é de interesse da população é agora. Queremos muitas obras, mas que o preço seja justo e para preço justo só se (a concessão) for pelo menor preço. Aproveito e faço o convite para a sociedade, para as lideranças, prefeito e vereadores para participarem desta audiência”, completou Turini.

Falta de diálogo do governo federal
O deputado Romanelli também criticou a proposta do Governo federal de cobrar taxa de outorga, limitar o desconto das tarifas em 15% e incluir degrau tarifário de 40% a ser aplicado depois da conclusão de obras de duplicação.

“Não podemos mais errar, a concessão é por 30 anos. O melhor para o Paraná é a licitação pelo critério do menor preço e sem o degrau tarifário. Se continuarmos com preços de tarifas de pedágio, que poderiam ser mais baixos, colocaremos em risco a competitividade dos produtos paranaenses”

O deputado explicou que as observações e críticas serão levadas ao Governo Federal e apresentadas nas audiências públicas organizadas pelo Ministério da Infraestrutura e pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres).

“O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, tem sido solícito e aberto ao diálogo para ouvir e receber as sugestões. Todos os apontamentos serão levados ao Governo Federal”.

Audiências públicas
Na quinta-feira, a audiência será realizada a partir das 9 horas na Sociedade Rural do Paraná, no Parque de Exposições Governador Ney Braga. Na sexta (12), às 8h30, a audiência ocorrerá no Centro Cultural de Cornélio Procópio.

A região possui três praças de pedágio exploradas pela Triunfo Econorte, que cobra as maiores tarifas do Estado e provoca prejuízos à indústria da região, sobretudo ao agronegócio.

Em Jataizinho, o valor da tarifa é de R$ 26,40. Em Jacarezinho, onde há duas praças consideradas irregulares, o valor cobrado é de R$ 24,40. Já em Sertaneja, o custo para trafegar pela rodovia é de R$ 22,70.

Pela nova proposta, além de manter essas três praças, o plano federal prevê a instalação de uma nova cobrança na PR-092, próximo a Quatiguá.

Próximas audiências públicas

As próximas audiências estão marcadas para Guarapuava no dia 18 no Auditório do Sindicato Rural, Francisco Beltrão no dia 19 no auditório da Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná. Os outros encontros ocorrerão em Maringá (25/2), Apucarana (26/2), Curitiba (4/3) e Ponta Grossa (5/3), em locais ainda a serem definidos.