Lockdown no Paraná adota toque de recolher e suspende aulas presenciais até 8 de março

O governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), anunciou nesta sexta-feira (26) que vai fechar serviços não essenciais a partir da meia-noite de hoje para sábado (27). O lockdown também terá toque de recolher ampliado, que passa a vigorar entre as 20h e 5h.

O decreto de Ratinho suspende as aulas presenciais em escolas estaduais públicas e privadas, inclusive nas entidades conveniadas com o Estado do Paraná, cursos técnicos e em universidades públicas e privadas.

O governo vinha travando uma queda de braço com a APP-Sindicato, representantes dos educadores, exigindo a volta às aulas presenciais, porém o Ratinho teve de recuar devido a imposição da realidade objetiva.

As medidas, que valem até as 5h de 8 de março, foram tomadas por causa do aumento expressivo do número de casos da Covid-19 e pela taxa alta de ocupação de leitos nos hospitais de todo o estado.

Dentre as medidas estão:

  • SUSPENSÃO DAS AULAS presenciais em escolas estaduais públicas e privadas, inclusive nas entidades conveniadas com o Estado do Paraná, cursos técnicos e em universidades públicas e privadas;
  • ADEQUAÇÃO DO EXPEDIENTE dos trabalhadores aos horários de proibição provisória de circulação definidos neste Decreto;
  • ATIVIDADES RELIGIOSAS somente com atendimento individual ou culto on-line;
  • REGIME DE TELETRABALHO para Órgãos do Estado
  • PERMITIDOS Delivery, Drive-thru e Take away
  • PRIORIZAÇÃO da substituição do regime de trabalho presencial para o teletrabalho, quando possível
  • SUSPENSÃO DAS CIRURGIAS ELETIVAS por 30 dias para unidades públicas e privadas. O objetivo é assegurar estoque de medicamento anestésico e reduzir demanda por leitos hospitalares
  • INTENSIFICAÇÃO DA FISCALIZAÇÃO PARA CUMPRIMENTO DAS MEDIDAS

Clique aqui para ler a íntegra do decreto do governador Ratinho Junior.