Flamengo perdeu, mas ganhou o título do Brasileirão

São Paulo bateu por 2 gols a 1 o Flamengo na noite desta quinta-feira (25), mas o resultado não tirou o título do rubro-negro como campeão do Brasileirão 2020.

No segundo tempo, o São Paulo marcou duas vezes com Luciano da Rocha Neves, aos 45, e com Plablo Felipe Teixeira, aos 58. O Mengão, por sua vez, descontou aos 51 do segundo tempo.

O Flamengo é octacampeão brasileiro, portanto.

O clube ganhou pela segunda fez consecutiva o título máximo do Brasileirão.

O time da Gávea (que encerrou a competição com 71 pontos) garantiu o título porque o vice-líder Internacional, única equipe que ainda poderia lhe alcançar na classificação nesta última rodada, empatou em 0 a 0 com o Corinthians em jogo realizado em Porto Alegre, ficando nos 70 pontos.

Desta forma, o Rubro-Negro garantiu seu oitavo título do Campeonato Brasileiro, com conquistas em 1980, 1982, 1983, 1987, 1992, 2009, 2019 e, agora, em 2020.

Nas redes sociais, o time do Rio explodiu:

“Com muita emoção! O Flamengo chega ao seu oitavo campeonato brasileiro! Comemoraaaaaa Naçãaaaaao!”, extravasou o Flamengo.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 x 1 FLAMENGO

Competição: Campeonato Brasileiro, 38ª rodada

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)

Data: 25 de fevereiro de 2021, quinta-feira

Horário: 21h30

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)

Auxiliares: Ivan Carlos Bohn (PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)

Árbitro de vídeo: Wagner Reway (PB)

Cartões amarelos: Tchê Tchê, Robert Arboleda, Daniel Alves, Igor Vinícius, Wellington (SAO); Gabigol, Everton Ribeiro, Bruno Henrique (FLA)

Cartão vermelho:

Gols: Luciano, do São Paulo, aos 48’/2ºT; Bruno Henrique, do Flamengo, aos 5’/2ºT; Pablo, do São Paulo, aos 13’/2ºT

São Paulo: Tiago Volpi; Arboleda, Bruno Alves e Diego Costa; Igor Vinícius (Galeano), Luan (Hernanes), Daniel Alves, Tchê Tchê e Wellington (Gabriel Sara); Luciano (Igor Gomes) e Pablo (Tréllez).

Técnico: Marcos Vizolli (interino).

Flamengo: Hugo; Isla (Matheuzinho), Gustavo Henrique, Rodrigo Caio e Filipe Luís; Diego (João Gomes), Gerson, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol (Pedro).

Técnico: Rogério Ceni.