Depois da Ford, agora é a Audi que deixará de fabricar carros no Brasil. ‘A culpa é do Bolsonaro’, diz deputado do PT

A Audi decidiu não fabricar mais no Brasil os carros de luxo da Volkswagen. Para o deputado Zeca Dirceu (PT-PR), nas redes sociais, nesta sexta-feira (12), a culpa do presidente Jair Bolsonaro e do ministro Paulo Guedes que promovem a desindustrialização do País.

“Graças a Guedes, Bolsonaro e grande parte do congresso, avança uma política econômica de #desindustrialização, a regra deles é tudo aos banqueiros e nada ao setor produtivo que gera empregos”, tuitou o parlamentar petista.

A Audi, divisão de carros de luxo do Grupo Volkswagen, decidiu paralisar a produção de seus carros no Brasil. Diferente de Mercedes e Ford, que decidiram encerrar suas atividades no Brasil, a empresa alemã trata a paralisação apenas como uma suspensão até o momento, sendo assim, ainda há uma possibilidade de as operações serem retomadas.

O único modelo da Audi fabricado no Brasil era o A3 Sedan, produzido em uma fábrica da Volkswagen em São José dos Pinhais, no Paraná, onde também são montados o Fox e o T-Cross. O sedan de luxo já não constava no site da montadora desde dezembro de 2020, quando foi oficializada a sua saída do mercado.

Em nota, a Audi informou que aguarda decisões que serão tomadas na matriz, além de créditos de IPI que somam R$ 289 milhões devidos pelo governo para confirmar se um novo produto da marca será montado na fábrica. Este valor é referente a um bônus prometido para Audi, Mercedes e BMW para produção de carros no Brasil.

Marca pode sair do Brasil pela segunda vez
Caso a saída seja confirmada, esta será a segunda vez que a Audi deixa de produzir seus carros no Brasil. A primeira foi em 2006, quando a montadora deixou de fabricar o A3 Hatch, que era produzido na mesma fábrica de São José dos Pinhais, à época, juntamente com o Golf.

Entretanto, após a promessa de subsídios feita pela gestão de Dilma Rousseff (PT), a montadora voltou ao Brasil em 2015 para produzir dois modelos no Paraná, o A3 Sedan e o SUV compacto Q3. O segundo deixou de ser montado no Brasil em 2019.

Além de um novo modelo da Audi, a Volkswagen também estuda a instalação de uma linha de montagem da nova Tarok, uma picape um pouco menor que a Amarok feita na plataforma do Polo, que deve chegar ao Brasil para competir com a Fiat Toro.