Alcolumbre toma posse na presidência da CCJ do Senado

Depois de deixar presidência do Senado e ser “apagado” eleitoralmente em Macapá, o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) tomou posse, nesta quarta-feira (24/2), na presidência da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa.

Após ficar o ano de 2020 parada devido da pandemia do novo coronavírus, a comissão vai funcionar de maneira semipresencial, com discussões remotas e presenciais quando houver a necessidade.

Alcolumbre atuou para fazer do senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) seu sucessor na presidência da Casa.

Ao assumir o cargo, ele disse que pretende se alinhar a Pacheco na definição da pauta da comissão

“Pode contar contar com minha total lealdade para a gente vai construir a pauta da CCJ, a pauta do Brasil. Estaremos totalmente alinhados com esse propósito”, disse Alcolumbre.

O novo presidente assume o lugar deixado pela senadora Simone Tebet (MDB-MS) que também disputou a presidência do Senado.

Senador Davi Alcolumbre

No discurso, ele ainda pediu respeito as divergências e ainda o fim das agressões entre parlamentares. “Nós respeitaremos integralmente as posições divergentes e tentaremos construir o máximo de consenso”, disse.

“O que eu queria pedir é que a gente possa, cada um de nós, respeitar a legitimidade do mandato do outro e a posição de quem pensa contrário. Eu apelo para que a gente possa posicionar sem agredir e sem ofender o colega. Todos somos iguais independente do estado ou do partido político”, disse.

As informações são do Metrópoles, parceiro do Blog do Esmael.