Professores do Paraná decidem hoje sobre deflagração de greve a partir de 18 de fevereiro

Professores e funcionários das 2,1 mil escolas da rede pública do Paraná devem deflagrar greve geral a partir do próximo dia 18 de fevereiro, quando, por decreto, o governador Ratinho Junior (PSD) determinou a volta às aulas presenciais. Os educadores dizem que sem a vacina não haverá aula presencial, porém, modulam, as aulas online continuarão enquanto a categoria não for vacinada.

A decisão pela greve na educação deve ser tomada neste sábado (23), a partir das 9h, durante uma assembleia geral online da APP-Sindicato. A entidade representa mais de 100 mil educadores paranaenses da ativa e aposentados.

Segundo Rodrigo Tomazini, diretor da APP-Sindicato Norte, os educadores dessa unidade sindical já aprovaram na noite desta quinta-feira (21) a deflagração da greve –até a vacinação– contra o início da aula presencial determinada pelo governador Ratinho.

“Além do núcleo da APP-Sindicato Norte, nós temos notícias que o Sul e o município de Londrina também já aprovaram apoio pela greve, a partir do dia 18 de fevereiro, enquanto não ocorrer a vacinação”, disse Tomazini. “No entanto”, explicou o educador, “concordamos em prosseguir com as aulas online.”

Os educadores paranaenses enfatizam que a greve será a favor da vida dos profissionais do magistérios, dos alunos e, por consequência, dos pais e familiares.

A greve da educação prevista para o dia 18 deverá ser deflagrada no contexto da chegada da variante do coronavírus em Curitiba e no Paraná.

Desde o início da pandemia, em março, o Paraná tem 515.464 casos e 9.243 mortes por covid-19.

Sobre a assembleia geral virtual da APP-Sindicato

Segundo a APP-Sindicato, os sindicalizados deverão fazer o cadastro virtual prévio para participar do debate e votação.

A direção estadual da APP-Sindicato convocou a categoria para uma assembleia estadual extraordinária neste sábado, dia 23 de janeiro, às 9h da manhã.

A reunião será online deverá debater o decreto do governador Ratinho Junior, obriga a volta às aulas sem vacina; a militarização das escolas; a situação dos PSS; o novo calote na data-base; dentre outros temas.

Credenciamento on-line

A opção de assembleia on-line é justificada pela pandemia do novo Coronavírus, que impede a realização de eventos com aglomeração de pessoas. Para participar, é preciso fazer um cadastro prévio no endereço https://appsindicato.org.br/assembleia. Para efetivar o acesso, é preciso informar o RG para criar um login e uma senha. A assembleia será realizada através da ferramenta de videoconferência. O(a) educador(a) receberá o link de acesso no e-mail utilizado no cadastrado.