Jair Bolsonaro pode se filiar ao Patriota para tentar a reeleição em 2022

Se o presidente Jair Bolsonaro durar até 2022, isto é, se ele não sofrer impeachment antes, ele irá disputar a reeleição pelo Patriota. A informação é do site da Jovem Pan, veículo prestigiado pelo atual mandatário.

Bolsonaro deixou o PSL pelo qual foi eleito há 14 meses. Ele tentou organizar o “Aliança Pelo Brasil”, no entanto, sem fundo partidário, o presidente abandonou a ideia da nova agremiação.

Os estrategistas do presidente da República viram uma “janela” para encopar o Patriota –filiando deputados– e vitaminar o fundo eleitoral do ano que vem.

O controle dos fundos partidário e eleitoral do PSL foi o principal motivo de desavença entre Bolsonaro, seus filhos e o presidente nacional da legenda Luciano Bivar (PSL-PE).

Além do velho Bolsonaro, o Patriota também deverá agasalhar o vereador Carlos Bolsonaro e o senador Flávio Bolsonaro. Ambos estão filiados no Republicanos do Rio.

Portanto, o presidente Bolsonaro descarta a filiação no PTB e no PL como fora cogitado antes.

Em relação ao Aliança, a estratégia de Bolsonaro é fazê-lo mesmo assim –sem fundos– para ser utilizado como “laranja” no processo eleitoral de 2022.