Greve dos caminhoneiros agita as redes sociais na véspera da paralisação em todo o País

Na véspera da paralisação prometida, a greve dos caminhoneiros agita as redes sociais. O movimento é um dos assuntos mais comentados e procurados na internet neste domingo (31).

Segundo a lenda, os profissionais da estrada irão cruzar os braços nesta segunda-feira 1º de fevereiro em todo o País.

Ao menos duas entidades garantem que os caminhoneiros entrarão em greve nas próximas horas.

O Conselho Nacional dos Transportadores Rodoviários de Cargas (CNTRC) e a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transporte e Logística (CNTTL) asseguram que a greve acontecerá nesta segunda-feira, chova ou faça sol.

O movimento paredista exige o fim de aumentos nos combustíveis, principalmente o diesel, com base na flutuação do dólar e da cotação internacional do petróleo. Os grevistas ainda pedem um basta à máfia do pedágio, que explora as rodovias concessionadas pelo governo federal.

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) afirma que é solidária à greve dos caminhoneiros.

Os caminhoneiros, por sua vez, dizem que a greve é por tempo indeterminado.