Gleisi ameaça deixar Baleia encalhado na praia nas vésperas da eleição na Câmara

A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), advertiu o deputado Baleia Rossi (MDB-SP) que ele poderá ficar sem o apoio dos petistas, se descumprir acordo de analisar o impeachment de Bolsonaro.

Apesar de o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tardiamente morder a bunda de Bolsonaro, Baleia vem assoprando o bumbum do mandatário. Temendo perder apoios pelo tom oposicionista, o emedebista vem moderando as críticas ao presidente da República.

“Dar resposta a crimes do Executivo é o item 3.6 do compromisso de Baleia Rossi com a oposição”, cobrou Gleisi.

Segundo a dirigente petista, o entendimento firmado com o PT inclui analisar denúncias de crimes do presidente da República, mesmo que não haja acordo para aprovar impeachment.

“Ao negar o que tratamos e fechar essa possibilidade, Baleia perderá votos no PT”, advertiu Gleisi Hoffmann.

O PT tem a maior bancada da Câmara com 54 deputados. É considerado o partido “fiel da balança” na disputa pela Câmara no dia 1º de fevereiro.

Ou seja, se vacilar, o PT não irá titubear em deixar Baleia encalhado na praia nas vésperas da eleição na Câmara.

Gleisi tem razão

Neste domingo (10/01), o ativista Milton Alves escreveu um artigo especial no Blog do Esmael afirmando que a “Frente Ampla” liderada por Baleia Rossi é uma via para anular o protagonismo político da esquerda na Câmara. “É, na prática, marchar a reboque das velhas forças políticas da direita tradicional, que sonham em encontrar uma espécie de Biden brazuca até 2022”, escreveu.

Na virada do ano, o Blog do Esmael já tinha registrado que o apoio do PT a Baleia Rossi não seria nada tranquilo. O parlamentar do MDB é conhecido como “Baleia Ensaboado” na Câmara.