Estados Unidos decretam ‘toque de recolher’ após invasão ao Congresso

Compartilhe agora

O governador da Virgínia, Ralph Northam, disse que está emitindo um estado de emergência, bem como definindo o toque de recolher às 18h (horário do leste) para as áreas de Arlington e Alexandria vizinhas a Washington, DC.

Uma mulher baleada no Capitólio morreu

Uma mulher morreu baleada dentro do prédio do Capitólio depois que ele foi invadido por uma multidão pró-Trump. A polícia de Washington DC confirmou a morte.

A mulher não foi identificada e nenhuma informação foi divulgada sobre quem pode ter atirado nela.

Guarda Nacional chega ao Capitólio

Os primeiros 150 guardas DC devem chegar ao Capitólio dos Estados Unidos a qualquer momento, de acordo com um alto funcionário da Defesa.

Esses guardas fazem parte das novas forças da Guarda ativadas hoje.

Esses guardas estão vestindo roupas de proteção e carregando equipamentos de choque, mas não possuem armas letais ou não letais, disse a fonte.

Seu único propósito agora é apoiar a polícia do Capitólio e ajudar a restabelecer um perímetro ao redor do Capitólio. Eles ficarão o tempo que for necessário, de acordo com as condições da rua. Eles não estão fazendo nenhuma atividade de aplicação da lei – e isso também será verdade para os guardas restantes, pois eles estão prontos para ir para o Capitol.

Não há planos para trazer tropas da ativa neste momento, disse o oficial.

Os 340 guardas originais que foram solicitados no início da semana permanecem em seus cargos e nas ruas e também não estão armados.

Polícia prendeu 20 pessoas

Aproximadamente 20 pessoas foram vistas com algemas de plástico sendo colocadas na parte de trás de uma van da Polícia do Capitólio, após saírem do Russell Senate Office Building.

Essas pessoas foram vistas sendo colocadas na parte de trás de uma van da Polícia do Capitólio na Avenida Delaware, perto da Avenida Constitution, pouco depois das 17h30 desta noite.

Congressista podem fazer a sessão conjunta ainda esta noite

Ao deixar um local seguro com outros senadores, o senador democrata Joe Manchin disse à CNN que há uma crença de que o Congresso encerrará a certificação do Colégio Eleitoral esta noite.

“Esses bandidos não estão nos expulsando”, disse Manchin.

Ele disse que acha que isso vai acontecer no Capitol, mas não tinha certeza.

O senador republicano Josh Hawley, um dos aliados de Trump que ajudou a liderar o esforço para se opor aos votos do Colégio Eleitoral, tuitou esta tarde que o Congresso “deve voltar ao trabalho e terminar seu trabalho”.

Polícia “limpa” área externa ao Capitólio dos EUA

A polícia está afastando os manifestantes da frente oeste do Capitólio dos Estados Unidos e gritando: “Afaste-se!”

Acompanhe ao vivo: