Eduardo Bolsonaro é condenado a indenizar jornalista da Folha

Compartilhe agora

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) foi condenado a indenizar a jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha de São Paulo, em R$ 30 mil por danos morais.

A decisão é do juiz Luiz Gustavo Esteves, da 11ª Vara Cível de São Paulo. Ele ainda determinou o pagamento de custas processuais e honorários advocatícios no valor de 15% da condenação. Cabe recurso.

Eduardo afirmou em uma ‘live’ pelo Youtube, em maio do ano passado, que Patrícia Campos Mello “tentou seduzir o Hans River. Não venha me dizer que é só homem que assedia mulher não, mulher assedia homem, tá.”.

Hans trabalhou em uma agência de disparos de mensagens em massa que teria prestado serviços na campanha de Jair Bolsonaro à presidência. A informação foi revelada numa reportagem feita pela jornalista, e Hans chegou a depor na CPMI das ‘fake news’.

Enfim, é mais uma mostra de como a família presidencial trata quem revela seus ‘podres’.

Haddad não é mais colunista da Folha

Quem com fake fere… Bolsonaro reclama de ‘fake news’ da Folha

 

Com informações da Folha de São Paulo.