Covid-19: Ministério da Saúde diz ao STF que País não tem seringas para vacinação

Compartilhe agora

O Ministério da Saúde afirmou ao STF que o Brasil não possui seringas suficientes para a campanha de vacinação contra a Covid-19.

“Estima-se que há nos estados mais de 52 milhões de seringas e agulhas aptas para a realização da vacinação, enquanto a estratégia para os grupos listados estima quase 30 milhões de doses para o esquema vacinal completo de duas doses”, disse a pasta em ofício enviado ao Supremo nesta quarta-feira (13).

O ministério afirmou que os números foram contabilizados a partir de e-mails enviados aos estados em 27 de novembro, e que “apenas” sete estados não terão seringas o bastante.

“Verifica-se apenas que os estados do Acre, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Pernambuco e Santa Catarina não teriam estoque suficiente para suprir essa demanda inicial, caso houvesse a disponibilidade imediata das 30 milhões de doses”, comunicou.

Na semana passada, o ministro Ricardo Lewandowski, motivado por uma ação ajuizada pelo partido Rede Sustentabilidade no Supremo, determinou que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, prestasse informações em até cinco dias sobre o estoque de seringas e agulhas da União e dos estados para iniciar a vacinação da população brasileira contra a Covid-19.

Com informações da Época