Bolsonaro faz silêncio sobre tentativa de golpe nos EUA enquanto PT repudia direita trumpista

Compartilhe agora

O presidente Jair Bolsonaro faz boca de siri, ou seja, fica silente diante da vergonhosa tentativa de golpe nos Estados Unidos enquanto o PT, por meio de Gleisi Hoffmann, repudia a direita fascista trumpista.

A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), considerou “terrível” a tentativa de golpe da direita fascista nos EUA.

“Essa gente não respeita democracia, constituição e nem o processo eleitoral”, disse a dirigente petista.

Para a presidenta do PT, as forças democráticas precisam repreender duramente essa tentativa de golpe contra o presidente eleito Joe Biden.

“O que acontece lá serve de exemplo para que afastemos o fascismo e o retrocesso daqui”, declarou Gleisi Hoffmann.

Eduardo Bolsonaro quer reproduzir tentativa de golpe na Câmara

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) quer fazer da eleição na Câmara, no próximo dia 1º de fevereiro, um laboratório para o golpe de 2022.

“É inadmissível sequer cogitar a realização de eleição virtual para a Presidência da Câmara”, disse o filho do presidente, diante do estudo da mesa.

Segundo a Câmara, a mobilização de 513 deputados para eleger quem comandará a Câmara no biênio 2021-2022 impõe um desafio logístico ao Legislativo por causa da pandemia do novo coronavírus.

“O mínimo que nós, representantes do povo, temos obrigação de fazer é votar abertamente, para que todos saibam o que desejamos para o futuro do país”, contesta Eduardo Bolsonaro.

“Se lembram do painel violado? Então…”, insinua.

Rodrigo Maia condena o golpe

“A invasão do Congresso norte-americano por extremistas representa um ato de desespero de uma corrente antidemocrática que perdeu as eleições. Fica cada vez mais claro que o único caminho é a democracia, com diálogo e respeitando a Constituição.”

Davi Alcolumbre, presidente do Congresso repudia ato antidemocrático nos EUA

O presidente do Senado, Dadvi Acolumbre (DEM-AP), deu as seguintes declarações acerca da tentativa de golpe nos EUA:

“As imagens da invasão ao Congresso americano, em uma tentativa clara de insurreição e de desprezo ao resultado das eleições por parte de um grupo, são inaceitáveis em qualquer democracia e merecem o repúdio e a desaprovação de todos os líderes com espírito público e responsabilidade.”

“O Senado Federal brasileiro acompanha atentamente o desenrolar desses acontecimentos, enviando aos congressistas e ao povo americano nossa solidariedade e nosso apoio. Defendo, como sempre defendi, que a democracia deve ser respeitada e que a vontade da maioria deve prevalecer.”