Bolsonaro faz festa e pesca enquanto Brasil se aproxima de 200 mil mortos por Covid-19 [vídeo]

O presidente Jair Bolsonaro está deslumbrado nesse período em que realiza festas, passeia de lancha, nada, aglomera, pesca, enfim, o mandatário continua em férias no litoral paulista enquanto o Brasil marcha para as 200 mil mortes por Covid-19 desde o início da pandemia.

O secretário da Pesca, Jorge Seif Júnior, é o principal cicerone do presidente nessa festança. Desde as vésperas do Natal, Bolsonaro está de folga –como se não tivesse trabalha a ser feito.

Antes do descanso, Jair Bolsonaro confirmou o fim do auxílio emergencial para 77 milhões de pessoas. O presidente deixou todas essas almas sem renda nenhuma e foi passear.

Como o saco do chefe é o corrimão para o sucesso, o secretário da Pesca faz o seu serviço direitinho nas redes sociais:

Reprodução tuíte do secretário da Pesca.

“Na simplicidade de um pescador amador, chinelo de dedo, camisa, bermuda e caniço na mão, admiramos mais o Chefe de Estado com gostos espartanos e alma pura”, descreveu Seif Júnior, em publicação no Twitter. “Pescar com nosso Presidente, além de muito bacana, demonstra toda sua simplicidade e apreço com a pesca e pessoas que dela vivem”, disse o secretário.

“Afinal de contas, ele poderia viajar pelo mundo, conhecer monumentos, ou simplesmente descansar em algum hotel cinco estrelas”, puxou o secretário.

Enquanto Seif Júnior e o presidente Bolsonaro se divertem, pescam, os brasileiros padecem e não têm esperança alguma para este ano de 2021 que se inicia.

Bolsonaro continua na festa enquanto covid-19 avança e o governo continua sabotando o plano nacional de vacinação.

Prestes a perder o cargo de presidente da Comissão de Assuntos Exteriores da Câmara, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), elogiou o pai nas redes sociais após o velho Bolsonaro pular na água em Praia Grande: “Imagine outro político fazendo o mesmo em SP?”, disse, se referindo ao governador paulista João Doria (PSDB).

Assista ao vídeo: