Bolsonaro e mídia têm relação de ingratidão mútua

O presidente Jair Bolsonaro começou este sábado (23) reclamando da Rede Globo. Ele disse que a emissora persegue a ele e à família dele.

Por outro lado, a Globo e os demais veículos de comunicação também reclamam dos ataques de Bolsonaro.

O fato é que eles, mídia e Bolsonaro, têm uma relação patológica de ingratidão mútua –como se vê a seguir.

A Folha de S. Paulo utilizou nessa sexta-feira (22), por exemplo, o Datafolha para tentar esvaziar o movimento pelo impeachment do presidente.

A oposição tomou a iniciativa de realizar carreatas hoje pelo afastamento de Bolsonaro em virtude de sua sabotagem na pandemia da covid, atraso na vacina e falta de auxílio emergencial.

Nesse caso do impeachment, Folha, Globo, Estadão, Veja, et caterva estão fechados com Bolsonaro.

Os barões da velha mídia nunca ganharam tanto dinheiro quanto neste período de desgraça dos brasileiros. Eles especulam no mercado financeiro disseminando desinformações e fake news.

Portanto, Bolsonaro precisa agradecer aos jornalões e estes ao presidente. Ambos são cúmplices pelo genocídio no País e reciprocamente ingratos entre si.

Velha mídia corporativa e Bolsonaro são contra o Brasil. Eles funcionam dentro da lógica da chantagem mútua. Patologicamente, eles operam com o sadismo – que tem prazer com o sofrimento alheio.

Em tempo: o Brasil tem 215.243 mortes e 8.753.920 casos de covid desde o início da pandemia, segundo o Ministério da Saúde.