Alberto Fernández recebe 1ª dose da vacina Sputnik V contra a Covid-19

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, recebeu nesta quinta-feira (21) a primeira dose da vacina russa Sputnik V contra a Covid-19, desenvolvida pelo Instituto de Pesquisa Gamaleya, de Moscou.

“Hoje recebi a vacina Sputnik V. Agradeço ao Instituto Gamaleya pelo seu trabalho científico, a todos aqueles que trabalharam para que ela chegue até nós e a todo o pessoal de saúde de nosso país pelo enorme empenho”, escreveu Fernández em seu Twitter.

“Ser vacinado serve para ser imune ao coronavírus. Vamos fazer isso”, completou.

A agência de controle de drogas do país sul-americano havia aprovado sua aplicação em pessoas com mais de 60 anos.

A Argentina iniciou esta semana a segunda fase da campanha nacional de vacinação voluntária que começou em dezembro.

O país sul-americano, de 44 milhões de habitantes, registrou mais de 1,8 milhão de infecções e 46.000 mortes por covid-19 desde março.

A Argentina se tornou o primeiro país da América Latina a aprovar o uso do Sputnik V na quarta-feira (20), depois que a Administração Nacional de Medicamentos, Alimentos e Tecnologia Médica (ANMAT) informou que ela tem “uma margem de segurança aceitável” para ser aplicada.

No sábado passado (15) chegou ao país a segunda remessa com 300 mil unidades da segunda dose.

O acordo com a Rússia inclui mais 19,4 milhões de doses até fevereiro, com opção de compra de mais cinco milhões.

A Argentina também tem acordos de fornecimento de vacinas com a Universidade de Oxford associada à empresa farmacêutica AstraZeneca e ao mecanismo Covax da Organização Mundial de Saúde (OMS). Também negocia a chegada do produto que a Pfizer fabrica.

Com informações da AFP