Acidente de ônibus em Guaratuba (PR) deixa 21 mortos e 33 feridos

O veículo com 54 passageiros despencou da BR-376, na altura do quilômetro 668, litoral paranaense. A região é conhecida como Curva Santa

Vinte e uma pessoas morreram e 33 ficaram feridas no acidente de trânsito que ocorreu na manhã desta segunda-feira (25/1) em Guaratuba, litoral do Paraná, na BR-376.

Um ônibus de viagem com 54 passageiros e dois motoristas, que saiu de Ananindeua (PA), despencou da via. O veículo seguia para Balneário Camboriú (SC).

O número de mortos e feridos foi confirmado pelo Corpo de Bombeiros local. O acidente ocorreu na altura do quilômetro 668, na região conhecida como Curva Santa.

Entre os feridos, sete estão em estado grave, seis em estado moderado e outros 19 têm ferimentos leves. As vítimas estão sendo encaminhadas para hospitais de Curitiba (PR) e Joinville (SC).

BR-376, em Guaratuba, foi parcialmente interditada.

Segundo a tenente Ana Paula de Oliveira, porta-voz do Corpo de Bombeiros, ainda há oito pessoas sendo retiradas das das ferragens do ônibus. No momento, a corporação verifica se passageiros foram atirados para fora do veículo.

“O ônibus ficou bastante destruído, não são só os riscos do acidente em si, são também outras situações que podem acabar ocasionando outras lesões, outros ferimentos. O Corpo de Bombeiros atua para que as vítimas sejam retiradas da melhor forma possível”, disse a tenente.

Segundo a empresa Arteris Litoral Sul, que administra o trecho onde o acidente ocorreu, a pista está bloqueada no quilômetro 662. Há 10 quilômetros de retenção na área, sem previsão de liberação da via.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) do Paraná, o acidente ocorreu após o veículo sair da pista e tombar, por volta das 8h30. As equipes da PRF estão no local, prestando socorros e realizando a retenção da via.

Ônibus ficou completamente destruído no acidente da BR-376, em Guaratuba (PR).

O governador do Pará, Helder Barbalho, confirmou, no Twitter, que o ônibus de turismo havia saído do estado. Barbalho prestou solidariedade aos familiares das vítimas e disse que o governo paraense vai acompanhar o caso e “dar o suporte necessário”.

“Imediatamente, pedi para o secretário de segurança do estado entrar em contato com os responsáveis pelo resgate, no local do acidente, para identificar as vítimas e prestar o apoio necessário”, assinalou.

As informações são do Metrópoles, parceiro do Blog do Esmael. [Com atualização]