Temendo apagão, Bolsonaro pede que pessoas tomem banho tcheco e apaguem a luz

Compartilhe agora

O presidente Jair Bolsonaro teme um apagão nacional na mesma proporção que atingiu o Amapá, de 20 dias, em novembro, causando protestos diários naquele estado do Norte do País. Hoje, na live semanal, o mandatário recomendou aos brasileiros que tomem banho tcheco (rápido) e apaguem a luz.

Quando há escassez de água e eletricidade, a pessoa toma banho rápido usando as mãos para espalhar água quente pelo corpo. Ao invés de derramar o líquido pelo chuveiro ouve-se o barulho “tcheco, tcheco” das mãos batendo no corpo. Por isso se chama popularmente de banho tcheco.

“Eu apago todas as luzes do Palácio do Alvorada, não tem o porquê. Tenho certeza de que você que está em casa pode apagar uma luz agora. A gente pede que apague uma luz para evitar desperdício, toma banho um pouquinho mais rápido”, apelou Bolsonaro.

O governo Bolsonaro não investiu na geração e na distribuição de energia e as companhias privatizadas preferem o “atravessamento” para faturar alto nos leilões organizadas em pool.

As concessionárias privadas compraram usinas já amortizadas e pagas (energia velha) pelo erário, porém elas não investem em novas fontes de geração muito menos em novas redes de distribuição.

A experiência do Amapá fez a água bater na bunda do governo federal, que tenta agora remediar a crise energética com uma campanha de economia.

A opção de taxar mais o insumo para inibir o consumo beira insanidade.

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) reativou as bandeiras tarifárias nas contas de luz e estabeleceu patamar vermelho 2 para o mês de dezembro. A tarifa sofreu acréscimo de R$ 6,243 a cada 100 kWh. (quilowatt-hora) consumidos.

Não há produção industrial “pujante” que justifique a falta de energia nem cola a culpa em São Pedro, que supostamente teria a responsabilidade de mandar chuva suficiente para reabastecer os reservatórios das usinas –segundo o governo.

“Estávamos esperando as chuvas no final de outubro e começo de novembro, mas não vieram. Acho que estão sinalizando para os próximos dias uma chuva”, invocou São Pedro, omitido o desinvestimento estatal no setor energético.

A falta de energia e água só se resolve com investimentos pesados. Vide a transposição no rio São Francisco, no Nordeste Brasileiro, feita nos governos do PT. O resto é vigarice.

Bolsonaro mente ao dizer que aumento na conta de energia é para evitar apagão

Apagão no Amapá vira estado de calamidade pública, reconhece Ministério

Apagão