STF determina que defesa de Lula tenha acesso às mensagens da Operação Spoofing

Compartilhe agora

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta segunda-feira (28) que a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tenha acesso às mensagens apreendidas pela Polícia Federal (PF) na Operação Spoofing.

Segundo a decisão do magistrado, as mensagens deverão ser entregues à defesa pela 10ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal, com o apoio de peritos da Polícia Federal, em até dez dias.

A decisão compreende as conversas que tenham relação direta ou indireta com investigações contra Lula no Brasil e no exterior.

Deflagrada em julho de 2019 pela PF, a Operação Spoofing apreendeu sete terabytes de informações com supostos hackers que teriam invadido os celulares do ex-ministro Sérgio Moro e de procuradores do Ministério Público Federal (MPF), como Deltan Dallagnol.

No ano passado, o site The Intercept Brasil publicou uma série de reportagens com base nessas mensagens, que ficou conhecida como “Vaza Jato”. A defesa de Lula tem usado as conversas publicadas pelo site para recorrer na Justiça das condenações do ex-presidente na Lava Jato.